David Lucas Braz, 19 anos, é morador do Baldeador, em Niterói, e além de ter feito parte do projeto Olho Vivo, hoje é um Jovem Comunicador. David contou pra gente sobre o processo de criação de conteúdos para as listas de transmissão.

“Bom, eu achei muito interessante poder participar de algo tão importante como o projeto Jovens Comunicadores. Nós olhamos ao redor e vemos muitas pessoas colaborando para que essa pandemia acabe o mais rápido possível e é bom saber que faço parte disso de forma segura, fornecendo informações e tirando dúvidas. Responder certas perguntas não foi algo fácil, mas foi gratificante, disso tenho certeza. Fazer o bem é muito bom e isso acaba voltando pra você mesmo.”

“É como a luz refletida pelo espelho, assim tem sido comigo quando ajudo alguém e sou reconhecido por isso. Sei que iluminei o caminho das pessoas com conhecimentos acerca da coronavírus e elas ficaram bem agradecidas. Participar foi uma aventura e estou feliz por não ter desistido de nada. Sou grato à todos pela oportunidade que me foi dada. Espero ter alcançado seus objetivos.”

“Criar novos conteúdos não é uma tarefa fácil e alcançar a unanimidade também não. Mas é muito bom poder expressar ideias e receber retornos de pessoas que possuem pensamentos tão diferentes dos meus. Assim, nós aprendemos a olhar o outro, entender mais o que se passa na sua cabeça. Dessa forma, conseguimos compreender melhor o mundo que nos cerca.”

O projeto é uma parceria entre BemTV, IJCA, Projeto Grael, Jornal Comunitário Ainda Não Pensei, Orquestra de Cordas da Grota, Intervozes, Fiocruz, Instituto de Saúde Coletiva da UFF, Comunicação – UFF e a Secretaria de Saúde de Niterói.

O Jovens Comunicadores é uma ação de comunicação popular voltada para as comunidades e favelas para fomentar o acesso a informações sobre direitos, saúde e prevenção ao COVID-19, com o apoio de diversas organizações sociais, universidade pública e governo municipal.